segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Emmy's Talk




Hey guys!

So, let's talk about the emmys!!

Ontem a noite, no Nokia Theatre, aconteceu a premiacao dos 60th Emmy, o Oscar da TV americana, com a pior audiencia da historia do evento.
Teve de tudo um pouco, ate, como podem ver, striptease da beldade que eh Heidi Klum. Mas nem isso salvou a noite da chatice. O premio que tinha tudo pra ser inesquecivel, ja que comemora uma data tao significativa, teve pouquissimos momentos risiveis e apresentacao muito fraca por parte dos 5 candidatos ao premio de Melhor Apresentador de Reality Show.

Os melhores momentos da noite couberam a Ricky Gervais exigindo o premio que ganhou na cerimonia do ano passado a Steve Carrell, que o recebeu na epoca ja que Gervais nao estava presente. Alem deles, Steve Martin roubou a cena apresentando um premio honorario sem graca pra um velhinho metido a engracado que ngm sabe dizer quem eh. Steve eh afiado sempre, e se pusessem ele, Gervais e Carrell pra apresentar os Emmys em vez dos 5 que foram a historia seria outra (ok, tvz a Heidi paradinha do lado deles sem dizer nd, so fazendo striptease, n atrapalharia tb =D).

Agora quanto aos premios, algumas surpresas, na maioria delas desagradaveis pra mim, mas alguns premios previsiveis (e merecidissimos). Consideracoes:

-- Melhor Serie Dramatica e de Comedia:

Mad Men venceu, como previsto, a sua categoria. A primeira serie da TV a cabo que nao foi feita pela HBO a sair vencedora no maior premio da noite. Congrats a eles, pois eh realmente mutissimo bem feita, apesar de eu so ter visto o piloto. E 30 Rock, a serie da noite, venceu a sua, tb como esperado. Tina Fey agradeceu por eles terem sobrevivido para uma terceira temporada, e nos tambem. Agora com Jennifer Aniston, Oprah, Blake "Serena" e Leighton "Blair" aparecendo, quem sabe a audiencia nao suba e eles tirem esse fantasma do cancelamento de vez.

-- Melhor Ator e Atriz serie Dramatica

Glenn Close venceu a sua categoria, mais do que merecidamente, depois de uma primeira temporada esplendida em sua fabulosa serie Damages. Nao ha nenhuma atriz em seu patamar atualmente na tv, na minha opiniao. Ja nos homens, supresa total: Bryan Cranston de Breaking Bad. Nem Michael C Hall, nem Hugh Laurie. Inexplicavel. Eu admito, nunca vi a serie, mas sou mt fa dos dois e mt rabugento pra engolir essa vitoria, sorry.

-- Melhor ator e atriz coadjuvante em Drama

Surpresa nos dois lados: ehbvewicbiwjecview (nao sei escrever o nome e nao quero tentar, sorry), por Ray Fiske em Damages e Dianne Wiest, pela Gina de In Treatment. De minha parte, otima surpresa nos homens, pois adoro o trabalho de aquele-que-eu-nao-sei-escrever-o-nome em Damages. Quanto a Dianne, uma decepcao, ja que estavam la Chandra Wilson e Rachel Griffiths. Uma pena.





-- Melhor ator e atriz em serie Comedia

Previsiveis, mas absurdamente merecidos. Alec Baldwin, como Jack de 30 Rock, estava impagavel no episodio que submeteu e seria criminoso se ele perdesse. E Tina Fey, a atual poderosissima do showbiz Norte Americano, levou por Liz do msm seriado. A mulher ta com td e nao ta prosa, alem disso e do premio de melhor serie comica, levou ela propria por melhor Roteiro em comedia. Genial. A comedia na tv esta caminhando pra se dividir em B.T.F. e A.T.F., anotai. So pela parodia de Sarah Palin e Hillary Clinton que ela e Amy Poehler fizeram na abertura da temporada nova de SNL, ela merecia todos os premios possiveis e imaginaveis.

-- Melhor ator e atriz coadjuvante em serie comica

Previsivel nos homens, Jeremy Piven ganhou seu terceiro premio consecutivo por Ari Gold. Merecidissmo, apesar da minha torcida pelo tb incrivel Neil Patrick em How I Met Your Mother. Entourage eh toda Ari Gold. Quanto as mulheres, uma insanidade. Jean Smart, de Samantha Who?, que nem indicada tinha q ter sido, ganhou das incriveis Vanessa Williams, Amy Poehler e Kristin Chenowith. Absurdo total, levando em conta que nem a melhor coadjuvante do proprio seriado dela ela eh. Bad, bad emmy voters.

So, that's all about the Emmys.
Ah, claro, deixo voces com o ridiculo e SENSACIONAL medley de vinhetas de series, cantado por Josh Groban na noite de ontem. Arquivo X, South Park, Simpsons, td estava la. E com Josh Groban pagando mico e incorporando todos eles, no maior espirito esportivo, e cantando muito, obvio. Palmas pra ele!!



See ya!!

sábado, 20 de setembro de 2008

Comeback Talk - A trilha da sua vida

Opa, povo!
mileeenios depois da ultima aparicao nesse blog, ca estou. A preguica era maior que eu, me desculpem. Mas eh bom pq acumulei algumas coisas pra dizer e vou dizendo aos poucos (nao em um post so, juro. hahaha. Assisti Batman (finalmente) e tem umas trinta series que eu jah vi e nao falei nd por aqui, entao estou bem de reservas.
Pra comecar, essa moda de MEMEs pelos blogs chegou a minha pessoa. O prrimeiro desafio que recebi foi do amigo Marcel, do Talking About Movies, de apontar 10 atrizes que fazem a minha cabeca. Esse eu tentei montar mas eh muito complexo e preciso de mais tempo pra fazer. O segundo eu ainda nao fui desafiado, pra falar a verdade, mas eu sei que o mesmo Marcel iria faze-lo e eu simplesmente nao resisti a tentacao de montar mesmo que ninguem pedisse ahuahuauhhau

trata-se da Trilha da Sua Vida. Segundo a descricao da Kamila, do Cinefila por Natureza (de quem eu explicitamente roubei a brincadeira), nos temos que associar a música que está na nossa playlist (não vale trapacear e pular a canção que está tocando) com várias palavras-chaves". Quem nunca parou pra pensar, quando esta numa viagem, ou indo para a faculdade ou trabalho, em terminos de namoro e etc: que musica estaria tocando agora, se minha vida fosse um filme?? Simplesmente irresistivel. E la vai a lista:

Creditos Iniciais: Tell Me 'Bout It, Joss Stone
Acordando: Why Did You Mess With Forever, John Mayer
Primeiro Dia de Aula: Home (Acoustic), Daughtry
Se Apaixonando: Uma Carta, LS Jack
Musica da Briga: De Sainha, Gaiola das Popozudas (HAHAHAHAHAHA)
Terminando Tudo: Goodbye My Lover, James Blunt
Aproveitando a vida: Nao quero dinheiro, so quero amar, Ivete Sangalo Ao Vivo
Formatura: So Hoje, Jota Quest
Caindo aos Pedacos: Angels, Robbie Williams
Dirigindo: Leaving Tonight, Ne Yo feat Jennifer Hudson
Flashback: Jesus, Take the Wheel, Carrie Underwood (!!!!!!!!)
Reatando o Namoro: Separou, O Teatro Magico (hm... acho que nao, hein)
Casamento: Think of Me, David Archuleta
As vesperas da Guerra: The Scientist, Coldplay
Batalha Final: Exagerado, Cazuza
Momento de Triunfo: I Know You Won't, Carrie Underwood
Cena da Morte: A Whole New World, Alladin Soundtrack
Creditos Finais:
Upside Down, Jack Johnson

ps: MEDO de algumas coincidencias.

Quanto a quem eu desafio, prefiro, na verdade, deixar em aberto para quem quiser fazer o mesmo que eu e roubar a brincadeira! hahuahuahu
See ya!!

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Fast Talk - O som do coracao, wii e um cachorro.

Pseudo-Cinefilo falando:



Vi August Rush - O Som do Coracao, em algum dia desses das ferias e percebi que nao tinha falado sobre. De uma maneira bem reduzida, a historia trata de um menino prodigio musical que eh supostamente orfao que usa suas incriveis habilidades musicais para encontrar seus pais biologicos. Freddie Highmore (A Fantastica Fabrica de Chocolate) faz mt bem o protagonista, Evan, enquanto seus pais sao vividos por Keri Russell (Lyla) e Jonathan Rhys Meyers (Louis). Lyla, uma musica de sucesso, foi enganada pelo pai (William Sadler), que diz a ela apos seu parto que seu filho morrera - para tentar (e conseguir) separar sua filha do pai do menino, um musico pobretao. Assim que, no leito de morte do pai, ela descobre a verdade, ela passa a procurar o filho incessantemente. Louis, por sua vez, acaba como um homem de negocios bem sucedido, mas sufocado pela rotina, resolve largar tudo em busca da musica novamente.
Ao fugir de seu orfanato em busca dos pais, buscando sinais em sons do cotidiano - que se transformam em belissimas musicas nos seus ouvidos - Evan sai em busca da musica que seria supostamente enviada por seus pais. Neste meio tempo, Evan eh descoberto por Wizard (Robin Williams, otimo), um homem que, digamos, controla a mafia dos garotos de rua que tocam musica em troca de dinheiro nas ruas. A partir dai, Evan passa a se chamar August Rush, e sua vida muda pra sempre.
Freddie eh a expressao em carne e osso da inocencia do menino orfao e da um ar bastante real aos talentos extraordinarios do menino. Robin Williams, em um papel dramatico (o que nao eh minha preferencia quando se trata deste ator, que fique claro), esta excelente. Mas o destaque maior de todo o filme vai pras sequencias musicais, belissimas. A cena do duelo de violoes entre Evan/August e seu pai (foto) eh incrivel. Alem disso, a musica indicada ao Oscar, Raise it up, eh viciante, e pra mim, valeu a indicacao. Mas nao poderia mesmo ganhar de Falling Slowly (Once), que eh brilhante. O final do filme entretanto, me pareceu bastante previsivel. Eu praticamente narrei as sequencias finais sem mesmo ter visto o filme. E achei que ficou faltando mostrar alguma coisa, apesar de tudo ficar implicito. Mesmo assim, eh um belo filme, com uma bela trilha, que vale a pena.

August Rush, 2007, USA. Diretor: Kristen Sheridan. Genero: Drama, Musical, Romance.

------------------------------------------------------------------------------

Futuro-publicitario falando:

Muito rapido, so porque eh imperdivel, deixo esse video pra voces. Boatos dao conta que na verdade eh uma propaganda viral da nintendo pra seu jogo Nintendogs. A mensagem seria de que criar caes no wii eh melhor que na vida real. hmm. Eh, eh um caso a se pensar. Assistam.




Eh isso por hoje, pessoal. Enjoy! See ya!

domingo, 27 de julho de 2008

Fast Talk

I'm back!!
ok, milenios depois. Volta pro brasil, 1 mes inteiro sem parar direito em casa. Problemas a resolver, uma vida toda a retomar, viagens e viagens e viagens por aqui mesmo... enfim, quem sabe agora tudo volta ao normal?
Pra compensar e colocar esse blog de volta a ativa, vou falar de tudo um pouco, e bem rapido, obvio, senao esse post fica imenso... Todas as facetas do blog (ou quase) reunidas num post...

------------------------------------------------------------------

Pseudo-Cinefilo falando:



* Vi (finalmente)
Wall-e. Nunca a maxima uma imagem vale mais do que mil palavras foi tao explicita e eficiente. Fabuloso, nova obra prima da pixar que a cada dia que passa surpreende a todos com sua precisao e genialidade nas animacoes. Brilhante.
*Esquecam Dory, Edna Moda ou qualquer outro coadjuvante que sempe rouba a cena nas animacoes anteriores, esse filme eh do protagonista. Wall-e com seus olhos de basset, suas dancinhas imitando o musical "Alo, Dolly!" e seu amor pelo robo/ipod Eva, eh um dos personagens mais carismaticos (senao O mais carismatico) que a pixar jah criou.
*Soh uma coisa: o filme eh brilhante, fabuloso, Wall-e "ruleia" e td mais, mas eu vi o filme com minha irmazinha de 12 anos e ela bocejava junto com as amigas ao chegar o final do filme. Seria Wall-e uma animacao estritamente de adultos?


*Perdido numa dessas viagens ao litoral do estado do rio, vi
Saw IV. Ok, eh trash ateh o ultimo frame, mas nao adianta eu sou obcecado pela serie. Pode ser guilty pleasure, n ligo, adoro. E falem o que quiserem, mas esses roteirista precisa dar umas aulas pra uns e outros (a.k.a. roteiristas de heroes, por exemplo) de como fazer uma reviravolta no fim do filme.

-----------------------------------------------------------------------------

Futuro-Publicitario falando:




*Meio que decidi meu tema da monografia que se aproxima: Marketing de Guerrilha na promocao de Cinema e TV. Esse eh um exemplo do porque o tema me encanta. Algo ridiculamente simples pode ser ultramegasuperfoda. Sim, eh o que vc esta pensando:
jogaram o batsinal nas ruas de Sao Paulo pra promover The Dark Knight. Foda, foda, foda. Damn it, qm me dera eu ser o responsavel por isso.
*E eu ainda nao vi The Dark Knight, damn it.

---------------------------------------------------------------------

TV-Maniac falando:


*
Ja vi mil coisas nesse intervalo de tempo, vamos mt rapidamente passar por elas:

-Estou acompanhando
Weeds na volta com a quarta temporada. Ainda bem que voltaram, minha abstinencia de Nancy, Celia & cia ja andava meio seria. A serie voltou meio tropecando, mts mudancas, mas no quinto e sexto episodio se encontrou. Excelente como sempre. I love Celia.

-Vi
Gossip Girl, toda. Peguem The O.C. acrescentem rios de dinheiro e a cidade de NY, com umas tramas bem mais bem aproveitadas e vcs tem Gossip Girl. E nao eh que eh boa? E tem a voz e o charme da linda Kristen Bell narrando, ainda por cima. X.O.X.O.

-Vi
Greek, toda. Despretensiosa, abordando o mundo mais do que interessante das fraternidades universitarias americanas, me ganhou. Eu quero ser um Kappa Tau.


-Vi a temporada inteira de
Dirty Sexy Money, nova serie do Peter Krause de Six Feet Under. Uma coisa a dizer: eu quero ser adotado pelos Darling. Pelo amor de deus, 35 bilhoes de dolares!!!

-Estou vendo
Entourage (recomendada pelo meu amigo Marcel) que tenho toda no pc gracas a net maravilhosa do canada. Ja estou no fim da segunda temporada. Vejo e recomendo de novo. Nao ha nada mais cool na TV atualmente e HBO, claro, garante a qualidade da producao. E, claro, Jeremy Piven eh o dono de todos os emmys possiveis com merito.




-Por ultimo, mas nao menos importante. Vi a segunda temporada de
Dexter. Desculpem o palavreado, mas putaquepariuqueseriefodademais. Tinham que fazer um Oscar excepcional pra melhor ator de serie dramatica e dar sem pensar pro Michal C. Hall, o cara eh um genio. A serie, viciante demais. A melhor coisa da TV em 2008 junto com Damages, de Glenn Close.

--------------------------------------------------------------------

Musico-frustrado falando:

*Momento meio Gossip Girl:



*Duas palavras:
pobre Madonna.

------------------------------------------------

Bom, eh isso. Prometo depois um post mais demorado sobre alguma coisa especifica, ok? =D
See ya!!

quarta-feira, 11 de junho de 2008

Movies' Talk: Censura


Trabalhando aqui no Canada numa empresa que promove filmes canadenses, filmes com certeza seriam o assunto principal do meu dia. Mas atualmente, na verdade, o maior dos assuntos por aqui eh o risco que eles correm de nao serem feitos. Nao todos, mas uma boa parte deles.

Um projeto de lei novo circula pelos congressos e parlamentos daqui e anda tirando o sono dos produtores e diretores locais. A Bill C-10 jah eh comumente chamada de lei da censura e consiste no seguinte: se essa lei passar, o primeiro-ministro vai ter o poder de vetar que os fundos do governo destinados exclusivamente a producao de filmes sejam utilizados por diretores e produtores, caso ele acredite que o conteudo seja "abusivo" ou "ofensivo".

O grande problema daqui eh que a grande maioria dos filmes sao produzidos gracas aos fundos providos pelo governo, o que prejudicaria e muito a industria local nesse caso. A pergunta que mais circula na industria aqui eh: quem eh o ministro pra nos dizer o que eh ofensivo ou nao? Muitos diretores e atores (incluindo Sandra Oh, de Grey's Anatomy) ja se manifestaram publicamente contra o assunto. No meu caso aqui isso esta mais vivo do que nunca pq nos estamos trabalhando agora pra promover um filme chamado "Young People Fucking" (eu sei, o titulo nao ajuda tb) e ele eh o centro dos debates, sendo criticado por varios apoiadores da lei, incluindo lideres religiosos e de chamadas instituicoes "em pro da familia". Acontece que o filme nao passa de uma comedia. Obvio que a tematica eh o sexo, mas nao eh nada absurdamente explicito. E obvio, nenhuma dessas pessoas que critica assistiu ao filme inteiro, no maximo o trailer.

Eu me pego pensando se isso fosse no Brasil e se o nosso caso fosse como o deles (o que em grande parte dos casos, ate eh, pq mts cineastas usam o fundo de incentivo a cultura do governo). Cidade de Deus, Carandiru, Tropa de Elite, nada disso passaria. Eh a civilizacao regredindo.

segunda-feira, 9 de junho de 2008

Propaganda's Talk: bizarrices

Uma das coisas mais fascinantes no mundo da propaganda pra mim eh a quantidade de coisas absurdas e bizarras que sao levadas a serio e postas no ar pra supostamente vender um produto.

os sabonetes dancantes de albany no big brother (que aparentemente funcionaram, pois o produto desapareceu das prateleiras). Jeremias e a ilha de suas mulheres desperdicadas de Axe. Rexona e suas propagandas nos parques de diversao, em um dos quais um homem cheira a mulher a sua frente na fila e simplesmente vira um balao de helio (??) enquanto o de tras acaba "faturando" a moca. Isso sem falar nas propagandas que sao simplesmente irritantes. "Quer pagar quanto?" te lembra alguma coisa?

Acho que esse mundo dos bizarros e dos ruins sempre me atraiu mais do que a propaganda boa em si. Pois isso veio td a tona uma vez que estava assistindo tv aqui no canada e apareceu uma propaganda que me fez ficar grudado na tela durante um bom tempo sem acreditar que aquilo REALMENTE fora ao ar.

Achei a propaganda no YouTube e nada mais justo do que postar aqui.
Enjoy. Se possivel.

See ya!



video


"Ele chegou. A proxima geracao de testes de gravidez.
Seu design: simples, de tirar a respiracao
Seu encaixe: incrivelmente preciso
Sem duvida, eh a tecnologia mais sofisticada
que voce vai "urinar" em cima, em toda a sua vida.

Finalmente, um teste que pode ser usado ate quatro dias antes e, alem disso, te da um resultado por escrito.Teste de gravidez ClearBlue Digital. Tao Avancao. Eh facil."

domingo, 8 de junho de 2008

Movies' Talk: Kung Fu Panda



Kung fu panda eh o mais novo desenho da dreamworks, estrelado por Jack Black e que conta tambem com Dustin Hoffman, Jackie Chan, Angelina Jolie, Seth Rogan e Lucy Liu, entre outros. Com um elenco desses, juntando-se ao fato de que o protagonista eh um urso panda, pelo menos uma boa bilheteria o filme garante.


Aproveitei meus ultimos dias nessa terra longinqua ao norte da linha do equador e fui conferir o filme, ja que teria que esperar um pouco ate que ele chegasse ao Brasil de qualquer maneira. E, na minha opiniao, o filme merece uma boa bilheteria nao apenas por aqueles fatores que ja disse.


A historia se passa na China (assustadoramente bem recriada em forma de animacao), e eh mesmo uma homenagem a todos os filmes de kung fu ja feitos, mas de maneira bastante agradavel. Obvio que tem todas as lutas que um filme de kung fu precisa, toda a mensagem de que eh preciso perseveranca pra td na vida e tem ate o mestre velhinho e baixinho classico - nesse caso, Dustin Hoffman (Shifu). Mas junte a isso o elemento comico dos desenhos da dreamworks, e o fato que bizarramente assistir desenhos de animais lutando eh muito mais agradavel que pessoas coreografadas num filme de jackie chan, e vc tem uma mistura otima.


Jack Black eh Po, um urso panda filho de um ganso (ahn?) que trabalha no restaurante do pai, servindo os famosos noodles chineses (miojo, basicamente). Po tem o sonho de se tornar um lutador de kung fu (mais precisamente, o mais poderoso deles, o Guerreiro do Dragao), mas parece ter o destino selado como garcom. Ate que um dia o maior dos viloes, Tai Lung (Ian McShane), ameaca voltar ao vilarejo de Po e o maior dos mestres de kung fu (Randall Duk Kim - Oogway, uma tartaruga) decide que eh hora de escolher o Guerreiro do Dragao, para que ele possa defender a todos. Shifu poe seus pupilos
, os 5 Furiosos,
para competir pelo titulo mas quem acaba sendo escolhido eh o desengoncado Po. A partir dai, Shifu e os Furiosos precisam treinar o urso - que so pensa em comer - para salvar a China.


Jack Black nao esta apenas bom, ele EH Po. E o melhor de tudo, com o passar do tempo, o mesmo Po continua presente, comilao e desengoncado, mesmo depois de todo o treinamento, e isso eh que faz o filme ser tao diferente dos antigos que foram homenageados. Alem disso, as batalhas sao perfeitamente elaboradas, e belissimas de se ver. A animacao so me assusta a cada dia que passa, e cada vez que os pelos dos bichos balancam com o vento eu fico impressionado, desde Montros, S.A.. Sem estragar muita coisa, a cena de Po batalhando com Shifu com palitinhos de comida chinesa, como disseram as criticas por aqui, ja nasceu um classico. Eh um filme para as criancas sim, mas como todo bom filme de animacao da dreamworks ou da pixar - como Shrek ou Monstros e Nemo, acaba divertindo a todos. Vale bastante a pena.


****************************************

Pequenas notas:

-Tudo bem, as lutas sao lindas, os pelos sao incriveis e a china esta soberba. Mas, meu deus, o trailer de Wall-E na tela grande eh mais impressionante do que nunca. A Pixar sobe o nivel de perfeicao a cada dia, eh assustador. Mal posso esperar pra ver.

-O publicitario fala mais alto agora: Pantera cor de rosa 2 com certeza nao vai ser um filme obra-prima e td mais, mas eu preciso falar isso, que marketing esperto. Trailer no inicio do filme hoje: Inspetor Clouseau (Steve Martin), numa bilheteria tentando comprar ingresso pra ver um filme, apelando ate pra carteirada. Nao consegue, entra pelos fundos e acaba "rasgando a tela" e remendando com fita adesiva. Ah, sim, detalhe. O filme que ele queria ver? Kung Fu Panda. Fala serio, bem legal ne?

See ya!